(11) 4663-1827  |  Ligue Já      

10 segredos para encantar funcionários

Publicado em , por Kelvia em 07/05/2019


A gestão de funcionários é uma tarefa desafiante, mas pode também ser muito recompensadora. Sempre existirão obstáculos a serem superados e problemas a serem resolvidos.

Listamos 10 dicas eficientes para encantar seus funcionários. Confira!

 

1) Abrace as diferenças

Equipes com pessoas de perfis diferentes são ótimas oportunidades para desenvolver e aprimorar o relacionamento, além de serem ótimos ambientes para o aprendizado pessoal e profissional.

Se você tiver funcionários com idades diferentes, formação, credos, etnias, níveis sociais, culturas, gêneros e perfis psicológicos, tire vantagem deste grupo.

Além de ser politicamente errado e extremamente equivocado oferecer tratamentos distintos a pessoas por qualquer que seja o motivo, se você conseguir acolher bem a todos do seu time, verá como a interação entre eles também será melhor.

O desafio de fazer uma gestão de equipes de maneira produtiva e responsável é grande, mas, as recompensas também são.

2) Cuide dos conflitos

Um ambiente no qual existem pessoas de diversas culturas e formações trabalhando juntas, provavelmente será palco de algumas disputas, desentendimentos, possíveis brigas e discussões.

Não existe uma fórmula capaz de evitar estes atritos. Contudo, é necessário que o gestor esteja disposto a solucionar estes problemas e tentar garantir um clima de trabalho emocionalmente saudável.

Sendo profissional, sem proteger nenhum funcionário e com serenidade, entenda bem as situações e acorde com as partes envolvidas qual será a postura tomada para conseguir sanar as dificuldades de relacionamento que estejam impedindo seu time de ser mais cooperativo.

 

3) Mantenha uma boa abertura para o diálogo

Deter a confiança dos liderados é um desafio e um grande trunfo para todo gestor, mas para conquistá-la é necessário estar disponível para ouvir.

Ao falar em estar disposto a escutar, isso significa mesmo ter a disposição para ajudar e buscar uma saída satisfatória para problemas apresentados pela sua equipe.

Um envolvimento de verdade com seu pessoal cria laços mais fortes de confiança e fidelidade.

Por isso, se você anda tendo mais notícias da sua equipe por meio de fofocas e conversas de corredor, é melhor se disponibilizar mais para o diálogo.

 

4) Defina papéis e responsabilidades

Para que possam ser devidamente cobrados por suas responsabilidades de uma maneira profissional e não opressora é muito importante que cada colaborador tenha sido informado previamente e de forma bastante clara a respeito do que se espera dele.

Assim, com tudo conversado e bem estabelecido, a hora da cobrança vai se tornar menos estressante e mais profissional.

Caso exista a necessidade de algum tipo de ajuste, tente flexibilizar e avalie a possibilidade de uma redistribuição de responsabilidades diferente da proposta no plano primário.

Cabe ainda a alternativa de trabalhar com grupos interdisciplinares com lideranças alternadas entre os próprios componentes do grupo para ir testando e estimulando a participação de todos.

 

5) Divulgue claramente os objetivos a serem atingidos

Quando os funcionários compreendem quais as metas a serem atingidas pela empresa, eles conseguem visualizar qual a parte do trabalho que lhes é destinada e notam que cada pessoa tem que realizar a sua tarefa da melhor maneira possível para que todos tenham êxito.

Essa visão mais ampla do serviço a ser feito ajuda inclusive para que os trabalhadores desenvolvam seu olhar crítico e proponham novas ideias.

Para isso, deixe todos da equipe bem informados sobre quais as estratégias de desenvolvimento buscadas e os próximos passos a serem dados por seus departamentos.

 

6) Comemore as conquistas

Se ao atingir bons resultados somente o pessoal da diretoria e participantes da alta hierarquia da empresa comemoram, há uma desvalorização do funcionário que trabalhou no auxílio para o alcance da meta.

As conquistas de um negócio envolvem o trabalho e suor de todos os colaboradores da empresa e assim, é justo e de bom senso que todos possam comemorar.

Envolva todos os colaboradores na hora de comemorar as boas notícias, mostre a eles que seu esforço faz realmente a diferença e retenha talentos.

 

7) Crie diferentes formas de bonificação

Funções diferentes, desafios diferentes e momentos diferentes requerem bonificações também diferentes.

Avaliar o pagamento de comissões, metas e outras formas de pagamentos a partir de ângulos distintos é muito bom para fazer seu time se reinventar.

Existem algumas empresas que gostam de fazer uma composição bem alternada na hora de remunerar seus colaboradores e talvez seja interessante você também pensar sobre isso.

Você pode utilizar, por exemplo, a participação nos lucros, o cumprimento de metas individuais ou por equipes e as bonificações por superação de expectativas.

 

8) Deixe os funcionários participarem da gestão da empresa

Um dos maiores erros que um gestor pode cometer é subjugar seus funcionários. Trabalhar em ocupações de baixa complexidade ou ter como característica de personalidade a timidez, não serve como parâmetro para mensurar a competência e o grau de entendimento de um colaborador em relação às diversas situações pelas quais a empresa passa.

Por isso, e também para que se sintam parte integrante e viva da organização, é bom dividir algumas conversas sobre os rumos da empresa e os caminhos que estão sendo tomados.

Mesmo se alguns não quiserem participar mais ativamente deste processo, ao menos se sentirão valorizados como integrantes da equipe da empresa e não somente como recursos alocados pela instituição.

 

9) Disponibilize conhecimento

Funcionários estagnados no tempo ficarão cada vez mais obsoletos e não oferecerão muitas contribuições significativas para a sua empresa, além do trabalho rotineiro que já estejam conseguindo desempenhar.

Abrir as mentes dos colaboradores ajuda a favorecer a inovação e melhoria de processos dentro da empresa. Por isso é muito bom que se mantenha uma rotina com palestras, workshops e outros tipos de treinamentos.

 

10) Ofereça possibilidade de crescimento real dentro da empresa

Todo funcionário tem ambições e desejos e é muito importante que você entenda que muitos não irão querer passar o resto da carreira desempenhando uma mesma função.

Um bom mapeamento do fluxo de crescimento e evolução na carreira é algo primordial para o negócio que deseja reter seus melhores talentos.

Caso o colaborador não consiga ver claramente quais as opções para o desenvolvimento da sua carreira dentro da empresa, fatalmente, em algum momento ele irá começar a buscar isso fora e você irá precisar fazer uma nova contratação.

 

 

Veja alguns motivos pelos quais você deve incentivar o inglês na empresa.

Mouse, smartphone, tablet, check-in, e-mail… Quem nunca ouviu essas palavras no dia a dia? Atualmente, há muitas palavras no vocabulário brasileiro que foram extraídas do inglês. E a lista desses termos aumenta diariamente, já que sofremos grande influência de mercados externos.

Consumimos filmes, músicas, programas de TV, roupas, perfumes e vários outros produtos importados. Apesar disso, existem poucos profissionais bilíngues no nosso mercado.

Consequentemente, a exigência do domínio do inglês na empresa cresceu significativamente nos últimos tempos e muitas vagas de emprego têm como pré-requisito o conhecimento no idioma. No entanto, quem já está dentro do mercado de trabalho e deseja uma promoção profissional também começou a sentir a pressão dessa necessidade.

Conhecido como língua universal, o inglês é o idioma mais falado como segunda língua no mundo todo. Portanto, acompanhe os motivos que trouxemos para incentivar a inserção do inglês dentro da sua empresa.

Novas possibilidades de negócio.

Qualquer empresário anseia por melhorias no seu negócio. No atual cenário mercadológico, com o advento das novas tecnologias, a sua empresa pode alcançar novos clientes independentemente da localização geográfica. Mas, para isso, é necessário que seus colaboradores tenham conhecimento da língua inglesa.

Um funcionário bilíngue consegue estreitar as relações comerciais com pessoas e negócios de outros países e propagar a sua marca para consumidores internacionais.

Tecnologia

Diariamente, vários softwares e novos programas de gestão são desenvolvidos no mundo inteiro. No entanto, boa parte deles estão disponíveis apenas em inglês.

O principal motivo é óbvio: os EUA são um dos maiores e mais importantes desenvolvedores de novas tecnologias. E também porque o inglês é a língua mais aprendida no planeta.

Já pensou ter disponível uma série de pesquisas inovadoras, dados em relação ao seu mercado de atuação, sistemas altamente funcionais, e o tudo isso em primeira mão? Com a inserção do inglês no cotidiano da sua empresa, você pode!

Especialização dos funcionários

Sim, investir nos funcionários, logicamente, vai refletir na empresa, melhorando sua atuação e produtividade. O colaborador que domina o inglês poderá fazer cursos e seminários internacionais e, consequentemente, aplicar novos conceitos dentro da sua empresa.

Além disso, não é necessário gastar muito dinheiro, já que, atualmente, existem vários cursos disponíveis gratuitos – a maioria em inglês.

Mão de obra estrangeira

Já pensou em contratar estrangeiros para sua empresa? Se a resposta for não, é bom rever seus conceitos, já que pode estar perdendo grandes talentos que estão à disposição do mercado. No Brasil, existem mais de 117 mil estrangeiros, de acordo com dados da Polícia Federal.

O Brasil se tornou bastante atraente para imigrantes em busca de oportunidades de empregos, e essa é uma excelente conjuntura para contratar e reter profissionais. No entanto, para contratar um funcionário nativo da língua inglesa, você precisa ter colaboradores de RH capacitados para realizar o processo seletivo.

Na verdade, quanto mais colaboradores dominarem o inglês, melhores serão os benefícios para sua empresa.

Financeiro

Empresas bilíngues possuem maior vantagem competitiva de mercado, que, consequentemente, vai propiciar maiores lucros e crescimento da organização. Colaboradores bilíngues estão mais preparados e seguros em transações globais, portanto, a probabilidade de crescimento da sua empresa é muito maior.

Competitividade

Você sabia que cerca de 80% dos gestores de RH afirmam que a fluência do inglês é importante para os negócios? Esses dados foram divulgados pela empresa Robert Half e relatam ainda que apenas 35% dos entrevistados informaram ter o nível básico ou nenhum de proficiência em inglês.

Os dados apresentados acima reforçam a tendência há muito tempo observada no mercado de trabalho: a língua inglesa não é mais um diferencial, mas um pré-requisito para muitas vagas.

Portanto, se você ainda não o domina, está na hora de mudar essa realidade.

Bônus

Provavelmente, você deve estar se perguntando agora como fazer para verificar o real nível de inglês dos seus funcionários e de concorrentes às vagas abertas.

A quem deve recorrer? Será que os candidatos realmente sabem o verdadeiro nível de inglês que possuem? Há muitos profissionais que informam possuir determinado nível de fluência no idioma, mas na prática não consegue estabelecer um diálogo com um cliente ou fornecedor.

Pensando nisso, preparamos mais 2 dicas bônus para ajudar você a inserir o inglês no cotidiano da sua empresa:

Faça a entrevista em Inglês

Se você possui gestores de RH bilíngues, pode realizar o processo seletivo na língua inglesa. Por meio do diálogo, a ideia é que o recrutador consiga observar a pronúncia e o vocabulário do candidato.

Além de verificar as qualificações dos candidatos, esse é um momento que permite uma interação muito bacana entre o recrutador e o entrevistado. É uma oportunidade mútua e um desafio para ambas as partes, afinal, pouquíssimas empresas brasileiras adotam esse procedimento atualmente.

Teste de Proficiência

Sem dúvida, essa é a melhor opção para garantir a contratação de um colaborador fluente em inglês. Os testes de proficiência são realizados por empresas especializadas, como a Fluenglish, por exemplo.

Os testes incluem avaliações de gramática e vocabulário, leitura e interpretação, audição e compreensão, conversação e demais habilidades em relação ao idioma, permitindo compreender o real nível de inglês do candidato.

A avaliação foi desenvolvida por uma equipe de profissionais nativos do idioma, visando detectar a fluência dos indivíduos em todos os aspectos da língua inglesa. Além disso, o teste possui validade de 6 meses, a contar da data de conclusão da última etapa do teste (conversação).

Quem ainda não fala inglês deve correr atrás do prejuízo imediatamente. Hoje, pessoas muito bem qualificadas estão perdendo oportunidades de emprego, cursos e intercâmbios apenas por não terem domínio do inglês. Lembre-se de que funcionários capacitados são garantia de empresa bem-sucedida no mercado.

Sua empresa já possui algum profissional bilíngue? Quais são as suas estratégias para alcançar o mercado internacional? Percebeu como o inglês na empresa pode ser um grande diferencial, atraindo parceiros, clientes e investidores internacionais?

 



Deixe seu comentário:

=